Stanley Burburinho e Deltan DallagnolPERGUNTAS SEM RESPOSTAS






http://jornalggn.com.br/noticia/deltan-dallagnol-acusa-stanley-burburinho-de-falsear-fatos?page=2#100


Comments | Links para esta postagem | edit post

 

É LAMENTÁVEL

É lamentável, muito lamentável que este tipo de indivíduo faça parte do MPF do Paraná, como também o governador fascista/aecista Richa. Fazem uma boa parceria, e que juntamente com o "apartidário juiz moro, em minúscula mesmo, fazem um "belo" trio!!!

Com algumas décadas vividas, jamais poderia supor que presenciaria este tipo de comportamento de membros do judiciário, pois quando criança, no interior de Minas, víamos os membros do judiciário, mormente os juízes como autoridades do Olimpo.

Agora, o que assistimos são os mesmos metidos em várias falcatruas, quando não algemados!!!

É..., realmente a justiça além de cega, foi prostituída pelos seus atuais membros!!! Sem generalizar, diga-se, mas neste universo de dezenas, sobram bem poucos!!!

Nós os míseros mortais e esta grande Nação chamada BRASIL, merecíamos melhor sorte.

http://jornalggn.com.br/noticia/deltan-dallagnol-acusa-stanley-burburinho-de-falsear-fatos?page=2#100
Comments | Links para esta postagem | edit post

 

A situação desse procurador

A situação desse procurador ficou muito complicada, sua máscara caiu, mostrando que está mancomunado com os suspeitos do PSDB que, até o momento - e talvez nunca -, ainda não sofreram investigação. 

Pensando que os internautas são do mesmo tipo daqueles infelizes que assistem ao jornal nacional da Globo e leem a Veja, que são pessoas conduzidas segundo a vontade política dos donos desses veículos, o procurador acabou se dando muito mal. 

Ao se negar a responder perguntas que o colocariam em situação suspeita, mostrou que não dá valor à democracia e, muito menos, às responsabilidades que sua função exigem, entre as quais, o dever de prestar contas à sociedade. 

Todos os brasileiros têm o direito de questionar e obter  informações de todos os órgãos públicos. Já vai longe o tempo em que esse direito era sonegado à população, o duro tempo da ditadura militar, o qual o procurador parece desconhecer a trágica história. Será que esse indivíduo conseguirá por sua máscara de volta? Duvido.

http://jornalggn.com.br/noticia/deltan-dallagnol-acusa-stanley-burburinho-de-falsear-fatos?page=2#100
Comments | Links para esta postagem | edit post

 

Mostre alguma mentira dita pelo Stanley Burburinho?

Não tem não é? 

Então suas "reflexões" não dizem nada, desconheço as questões  éticas que envolvem o cargo de um procurador, ou de qualquer membro da justiça, mas com certeza: perfis em rede sociais que opinem sobre suas atividades jurídicas não estão de acordo com a ética não.

Imagine seu médico colocando no facebook dele comentários sobre seus diagnósticos??? 

Acha isso correto?

Em tempo, o processo do mensalão começou a ser montado para "apear" o PT do poder executivo a partir de duas coisas: 

1-Quando o Lula disse que o judiciário é uma caixa preta (quem aqui vai negar isso? É óbvio para qualquer QI acima de 50 a corrupção do judiciário em todas as suas instâncias) 

2-Quando começaram a distribuir as verbas publicitárias do governo federal, as reuniões sobre a montagem do mensalão devem ter sido feitas dentro dos escritórios da rede globo, haja visto que todos os vazamentos do judiciário que são prejudiciais ao Partido dos Trabalhadores são vazados pela globo.

Mas a caravana passa e os cães ladram, meu consolo sobre esse momento especifico da História do nosso pais é que o nome dos tucanos vão ser mencionados nos livros da história em três parágrafos, mencionando apenas o fato de que foi o partido que enviou maior número de pedidos de impeachment para um governo legitimamente eleito.

http://jornalggn.com.br/noticia/deltan-dallagnol-acusa-stanley-burburinho-de-falsear-fatos?page=1
Comments | Links para esta postagem | edit post


 

Interpretação amébica da lei.

A lei não "proíbe" o anonimato, garante a livre expressão, vedado o anonimato (garante isso, desde que aquilo, o que não implica que aquilo não possa existir sem isso, lógica do fundamental).

Ou seja a garantia se faz desde que não anônima. Se for, "não garante". O que não significa proibir.

Se fosse intenção proibir o anonimato, isso deveria estar em um artigo independente e não ligado à "livre expressão", o que pode fazer sentido em casos específicos, de injúria, difamação, etc. Não de meras perguntas, como as de Burburinho.

Ou seriam criminosos os que expressam seu pensamento através do voto? 

Ou os cidadãos no disque-denúncia? 

Os escritores sob pseudônimo? 

Ou as fontes anônimas? 

Um filantropo que não quer se identificar?...

Aliás este "vedado o anonimato" foi marotagem de última hora de um malandrinho constituinte que não me lembro quem. 

Uma trapalhada mal colocada e mal escrita, já que traz diversas contradições legais por um mero objetivo específico.

Resumindo: "Dá nota zero pro zezé, fessô!"

http://jornalggn.com.br/noticia/deltan-dallagnol-acusa-stanley-burburinho-de-falsear-fatos?page=1
Comments | Links para esta postagem | edit post

Procurador pode ter facebook??

A pergunta que ninguém fez ainda: 

Será que procuradores ( e quaisquer membros do judiciário) podem ter Facebook onde expoem suas opiniões particulares sobre os casos que estão envolvidos? 

Só isso já não seria um crime contra a insenção da justiça?? 

Se o caso em que ele trabalha ( no caso a lava-jato) é um caso público e nele ele representa o ESTADO e não a sua pessoa física que direito ele tem de sair expondo comentários sobre isso na sua página particular do Facebook.

Alguém que entenda melhor de direito e ética profissional me diga se isso não se trata de uma contravenção e abuso de poder por parte do nobre procurador. 

É assim mesmo? 

O cara tem o direito de expor suas opiniões pessoais em público, na mídia, sobre um caso em que ele profissionalmente seria vedado a ter opiniões pessoais e sim julgar de acordo com os fatos apurados nas investigações??

http://jornalggn.com.br/noticia/deltan-dallagnol-acusa-stanley-burburinho-de-falsear-fatos?page=1
Comments | Links para esta postagem | edit post

 




 Stanley, o nosso Che!

Não fiz Direito, li alguma coisa aqui outra acola, então é o seguinte. A operação Lava Jato esbarra, indubitavelmente, no terrivel caso Banestado. 

Logo, qual a credibilidade do juiz Sergio Moro e seus procuradores, além do principal delator, Yousself, envolvidos com a Banestado, que acabou, como sabemos, engavetada?

A PGR já deveria ter retirado das mãos dessa turma do Paraná a Operação Lava Jato, isso é óbvio! 

Meus senhores e minhas senhoras, a Operação Lava Jato já começou com um vicio de origem, desrespeitou a Constituição Federal e caiu na ilegalidade. Qualquer jurista bem antenado pode confirmar isso. 

Mas não o fará publicamente porque o Procurador-Geral da Republica e o STF estão tentando tampar as crateras do pessoal do Paraná, além da omissão dos meios de comunicação, enquanto o PSDB não for envolvido. 

Mas que Inês é morta, é!

http://jornalggn.com.br/noticia/deltan-dallagnol-acusa-stanley-burburinho-de-falsear-fatos#100
Comments | Links para esta postagem | edit post



 

Algo que vem me chamando a

Algo que vem me chamando a atenção em todo esse processo é o seguinte.

Como são formados os consórcios para participar de uma licitação?
  
Seria assim? 
Passos:
1) As empresas têm conhecimento de que haverá uma licitação.
2) Todas são habilitadas para concorrer;
3) Em um período de fartura, estão cheia de obras, descobre que seria interessante dividir o serviço.
4) Fazem uma sondagem para ver o interesse das concorrentes.
5) Marcam uma reunião com os demais.
7) Sabem o preço básico.
8) Formam os consórcios.

Claro que deste processo já sabem quem irá ganhar.
Brigar para que? Se tem obra para todo mundo.
O que querem os procuradores e Moro.
Criminalizar este processo.
Por outro lado, quem conhece o ramo sabe como é difícil uma empresa obter retorno em uma obra.
Qualquer imprevisto derruba todo um planejamento.
Toda obra tem várias exigências em edital que são dúbias. Por exemplo, não permite utilizar um procedimento construtivo alternativo.
Agora, quando aparece um ou mais funcionários que começa a impor dificuldades para aprovar uma medição, a não  permitir que seja utilizado um processo alternativo, ao não aprovar um fornecedor , sai barato lhe pagar um pequeno percentual, 1 a 3%, para agilizar o processo.

O que aconteceu na Petrobrás?.
Funcionários antigos, que ocuparam cargos em vários governos, CONTINUARAM com esta prática, e para lavar o dinheiro precisavam de um doleiro para lavar o dinheiro.
Que estado tem experts nesta área? PARANÁ.
Inclusive mostrou, pelos resultados do BANESTADO, que alí nada acontece.
E porque deu errado?
Na minha opinião viu-se uma oportunidade de derrubar o PT e principalmente a própria PETROBRÁS.

http://jornalggn.com.br/noticia/deltan-dallagnol-acusa-stanley-burburinho-de-falsear-fatos#100
Comments | Links para esta postagem | edit post

Nunca te esqueças a quem serves!

 


"O processo de jumentalização da classe BBB no Brasil é algo estarrecedor."



http://jornalggn.com.br/noticia/deltan-dallagnol-acusa-stanley-burburinho-de-falsear-fatos#100

Comments | Links para esta postagem | edit post


 Charge de Canini

 

Que Farra do Boi é Essa?


Onde estão senadores, deputados, líderes, dirigentes e até aspones de todos os matizes, do partido do governo, para botarem os holofotes para cima desse fraldinha dente de leite, utilizado para botar e tirar as castanhas do fogo conforme desejo dos lobões representantes da Casa Grande na justiça?
Qual a dificuldade dessa gente por nós eleita, de botarem a boca no trombone, reunirem ao menos uma dúzia e irem até o PGR, várias vezes na semana, perguntar o que está achando desse BBB jurídico ridículo instalado, onde o escolhido para responder a acusações sem provas e frequentar todos os paredões jurídicos é seletivamente sempre o PT ou qualquer coisa que possa lembrá-lo, representa-lo e coloca-lo em situação em que possa ser tomado como corrupto ou bandido e vice-versa e de quebra cobrá-lo sobre a documentação sobre o Aécio, já que é tão ligeirinho quando se trata de denúncias contra o PT, mesmo que pela mídia do ouvi dizer?  
Que farra do boi é essa que uma revista bandida, à véspera da eleição, faz circular por todo o país uma capa "vazada" do condomínio da vaza-jato (justiça federal, polícia federal, Procuradoria da República e mídia), acusando a presidenta e candidata como responsável direta pela corrupção na Petrobrás, podendo assim alterar o desejo dos eleitores brasileiros e a eleição para presidente, e nada acontece, ninguém responde pelo descalabro, fica tudo como antes e sobra apenas à imagem do partido, tratada a bordoadas pela outra perna da camarilha, o monopólio midiático terrorista da desinformação?  
Que farra do boi é essa em que selecionam apenas o tesoureiro do PT para o papel de boi da hora e sem provas, baseado no dizer de bandidos confessos, um deles reincidente inclusive em delação premiada, nova jabuticaba jurídica brasileira, e não satisfeitos declaram a cunhada foragida, mesmo sabendo-a em congresso fora do país em função de passaporte apresentado a PF em aeroporto, e que ao regressar e apresentar-se espontaneamente é presa e solta, ao ser "confundida", como antes "foragida" fora, com a esposa do tesoureiro presente ao banco, e nada acontece, ninguém responde pelo descalabro, fica tudo como sempre e sobra apenas à imagem do partido, tratada a bordoadas pela outra perna da camarilha, o monopólio midiático terrorista da desinformação?
Que farra do boi é essa que seleciona-se entre os com ligação direta ou indireta com o PT os mais interessantes para serem investigados e se achar algo que possa cumprir a pauta e o roteiro bandido da camarilha jurídico-midiática, cujo objetivo é conseguir qualquer coisa que possa ser utilizada contra o PT ou envolva Lula ou Dilma, e assim possa ajudá-los a retomarem o poder perdido em 2003 e ninguém protesta diante de tamanha arbitrariedade jurídica, com investigações baseadas no desejo e na esperança de encontrarem a senha que os leve novamente a acessarem a chave do cofre e nadarem de braçadas, e nada acontece, ninguém responde pelo descalabro, fica tudo como antes e sobra apenas à imagem do partido, tratada a bordoadas pela outra perna da camarilha, o monopólio midiático terrorista da desinformação?
Que farra do Boi é essa!!!    

http://jornalggn.com.br/noticia/deltan-dallagnol-acusa-stanley-burburinho-de-falsear-fatos#100
Comments | Links para esta postagem | edit post


O problema é muito maior


Estes rapazes ingênuos cresceram lendo a revistinha do esgoto e lendo manchetes nos jornais do pig. Eles têm a "certeza" que a corrupção está encarnada no pt. Eles acham que o pig é inimigo da corrupção. Eles e esta classe média patricinha e manobrável que temos.

Então agora que assumiram o poder dando uma de heróis para salvar a pátria, nunca souberam que o pig fez o mesmo com o Getúlio, com o Juscelino, só para dar exemplos inquestionáveis. Mar de lama já foi usado outras vezes na nossa história. Sempre para causar outros desastres.

Nunca souberam que o pig sempre foi contra o país e a própria existência da Petrobrás como pode ser claramente visto nos milhares de editoriais ao longo dos 50 anos de o globo. Nem sabem que o pior do golpe de 64 se deve ao pig cujo apoio lhe rendeu muito dinheiro. Se soubessem um pouquinho da história pátria... 

Como o pig eles dão favas ao que o pt fez pelo país. Desconhecem o bolsa família, a chance do pobres de chegar a universidade; a elevação do país de mísero satélite tirador de sapato (aposto que não sabem o que é "tirar os sapatos") à posição de destaque no planeta; a eliminação da miséria e da fome, a luta  contra os verdadeiros corruptos deste país que estão no topo dos bilionários do mundo rico, etc, etc...

Nem os fatos inconteste como a falta de provas contra o pt, que em vez de prova da correção do pt eles consideram o crime de "esconder provas". A condenação sem provas e a prisão da "cunhada" do pobre do tesoureiro do pt no processo contra a "maior corrupção de todos os tempos" são exemplos concretos. A imputabilidade do outro partido é outro sinal flagrante e gravíssimo. O pig poderoso criando consenso e a dar ordens ao judiciário.

Quando esta turma vai acordar?

É preciso acordar. Precisamos deles fazendo o que devem não o que não devem? 

Com a gasolina do pig eles vão ingenuamente botar fogo neste país, e recebendo salários (grandes) do meu bolso?

O assunto é gravíssimo.

http://jornalggn.com.br/noticia/deltan-dallagnol-acusa-stanley-burburinho-de-falsear-fatos#100

http://mudamais.com/daqui-pra-melhor/o-brasil-de-cabeca-erguida-agora-gente-nao-tira-mais-o-sapato
Comments | Links para esta postagem | edit post

Deltan Dallagnol

Deltan Dallagnol: mais um midiota a serviço da máfia demotucana


Desde o início das tais "investigações" (ou seria perseguição?) da Lava-Jato foram feitas manobras para politizá-la e torná-la uma simples forma de perseguir desafetos políticos. 

O direcionamento do inquérito para o poleiro tucano do Paraná não aconteceu por acaso, menos ainda a entrega para o juiz Moro, que possui relações estreitas com Álvaro Dias, que por sua vez é amigo íntimo de um dos delatores, o doleiro tucano Youssef. 

A polícia federal, MPs, advocacias estão dominados por midiotas que acompanham a nossa grande imprensa tucana e, como micos de auditórios e exemplos de mentes restritas e retrógradas, tomam tudo que é dito como verdade. 

Aliado a isso, há a vaidade, o ego exacerbado, a vontade de se autopromoverem e a grande vontade de, quem sabe, até serem agraciados com um prêmio da Globo, como super estrelas, pop stars. Perderam todo limite do bom senso. 

Como uma investigação pode ser toda ela baseada em delações de criminosos como os tucanos Youssef e Paulo Costa (colocado em cargo de direção por FHC)? 

Por que as investigações só tratam dos eventos a partir de 2003, tendo claro que a corrupção na Petrobras existe desde que ela tem esse nome e que já está mais que provado que os tais fatos em pauta se iniciaram nos governos tucanos? 

A quem interessa a politização completa da operação? 

Por que nomes de pessoas com laços estreitos com os tais delatores, como Álvaro Dias e FHC, ainda não surgiram na investigação? 

Que isenção é essa de um tesoureiro ser preso, após ter todo seus sigilo quebrado, por ter movimentado 300 mil reais durante um período de 5 anos e o tesoureiro da campanha adversária ter recebido mais dinheiro das próprias construtoras em questão e ainda ter seu nome envolvido com pessoas ligadas ao tráfico internacional de drogas? 

Demotucanos tremeram quando se falou em CPI da Petrobras e alardearam que serviria para propósitos políticos. Agora, com a politização da operação, respiram aliviados. Cansamos de ser enganados!!! Dessa forma, nunca passaremos o Brasil a limpo.

P.S.: Por que essas pessoas com cargos públicos não estudam sobre nossa história política???

http://jornalggn.com.br/noticia/deltan-dallagnol-acusa-stanley-burburinho-de-falsear-fatos#100
Comments | Links para esta postagem | edit post


Teve a Juventude Nazista, Fascista, Janista...agora temos ...


A Juventude "Procuradorista".

No comportamento (e na fala) atuam como adolinquentes de patota de condomínio "fechado".
Alguém já teve a pachorra de assistir uma meia dúzia de depoimentos conduzidos por eles? Eu já, umas 4 horas no total! Não sabem sequer perguntar. Parecem estar lendo scripts mal ensaiados, onde falam mais do que o depoente. Insistem, como repórteres miRdiáticos, em arrancar versões deles próprios. Falam mal e genericamente, rodeando vacilantes sobre questões que devem ser objetivas, claras, indubitáveis. Claramente mais buscam notícias do que provas.
Esses "garotos" evidenciando forte despreparo para uma crítica e seríssima função, pensando-se não mais que justiceiros, estão "APENAS" destruindo grandes empresas, centenas de milhares de empregos, (de)formando opinião pública, reputações, PIB, know-how, etc. Brincando de "fazer justícia"... um desastre ferroviário shinkansen!
E pior: manterão e assegurarão no bojo da corrupção pentasecular exatamente aqueles mesmos que, mais do que respeitar, temem, pois são a sua própria "família" politico-social, como obedientes que são. Uma geração unanimificada e sem freios e contrapartidas da sua própria geração...que não é resultado acidental, mas de décadas de formação por rádio, TV, revistas, universidades, baladas, agora Internet e todo o aparato de RP, AI e propaganda.
Este país está vivendo mais um pesadelo. Que acordemos logo!

http://jornalggn.com.br/noticia/deltan-dallagnol-acusa-stanley-burburinho-de-falsear-fatos#100
Comments | Links para esta postagem | edit post

A máfia dos bacharéis está com saudade da Era FHC


http://infoener.iee.usp.br/scripts/infoener/hemeroteca/EmDiaComEnergia.asp?decriterio=19%2F2%2F97&buPesquisar=Pesquisar

http://jornalggn.com.br/noticia/deltan-dallagnol-acusa-stanley-burburinho-de-falsear-fatos#100
Comments | Links para esta postagem | edit post

Agora temos a Praça dos Quatro Poderes

MPF governa! Por Emerson57
Formula Indy em Brasilia, com quase todos os ingressos vendidos não aconteceu. MPF cancelou.
Petrobrás parou porque o mpf mandou,
Ciclovia do Haddad quase que não pedala, by mpf.
A quebra da Sete Brasil por mpf:
Liminar suspende contratos entre Petrobras e fornecedora do pré-sal. Decisão também impediu o BNDES de liberar recursos à empresa, que esperava levantar pelo menos US$ 9 bilhões com o banco estatal para não quebrar iG Minas Gerais | Folhapress |
04/05/2015 22:33:04

Liminar suspende contratos entre Petrobras e fornecedora do pré-sal
Liminar suspende contratos entre Petrobras e fornecedora do pré-sal

A Justiça Federal em São Paulo determinou a suspensão imediata dos contratos entre a Petrobras e a Sete Brasil, principal parceira da estatal na exploração do pré-sal. A decisão também impediu o BNDES de liberar recursos à empresa, que esperava levantar pelo menos US$ 9 bilhões com o banco estatal para não quebrar.
Esse bloqueio judicial na Sete é resultado de uma ação popular movida pelo advogado Paulo Henrique Fantoni. No processo, que tramita na 13ª Vara Federal, Fantoni considera que os contratos assinados entre a empresa e a Petrobras para a construção de sondas de perfuração de petróleo são "lesivos ao patrimônio público".
Além da Sete, são réus no processo a Petrobras, o BNDES e a União Federal. A Petrobras não quis se pronunciar porque ainda não foi notificada. A reportagem não conseguiu contato com o BNDES.
A Justiça deu à causa valor de R$ 25,4 bilhões, menos da metade do valor do investimento previsto na Sete. A Sete foi um projeto da presidente Dilma Rousseff para estimular a indústria naval brasileira. A ideia era criar uma empresa com empreiteiras nacionais e construtores estrangeiros nos estaleiros nacionais para desenvolver conteúdo local.
Mas a Sete acabou envolvida no esquema de corrupção entre as empreiteiras e a Petrobras e, desde então, entrou em uma situação complicada. Sem crédito e sem caixa, a empresa não consegue honrar seus compromissos e tenta buscar uma forma de resolver o problema.
O BNDES, que tinha prometido liberar US$ 9 bilhões, passou a exigir garantias cada vez maiores e, no final, decidiu que só liberaria os recursos aos bancos que hoje são credores da Sete -uma forma de repassar para eles o risco da empresa.
Hoje, os acionistas tentam buscar financiamentos na Ásia, seguindo o caminho da própria Petrobras que, com restrições de crédito na praça, encontrou uma saída com bancos de desenvolvimento da China.
Com essa ação popular, a Sete ganhou mais um problema. Agora, ela e os demais réus terão, no máximo, 20 dias para apresentar sua defesa e derrubar a decisão judicial. Mesmo que ela seja mantida, caberá recurso.

http://jornalggn.com.br/noticia/deltan-dallagnol-acusa-stanley-burburinho-de-falsear-fatos#100
Comments | Links para esta postagem | edit post

Mídia vai enterrar Suiçalão como fez com escândalo do Banestado?

21 de fevereiro de 2015 | 12:20 Autor: Miguel do Rosário

banestado
Houve um tempo em que alguns dos cérebros do petismo hoje, como o ministro da Casa Civil, Aloisio Mercadante, não tinham medo de participar do debate político, defendendo pontos estratégicos para o desenvolvimento nacional.
E batiam de frente com a oposição.
Houve um tempo que Mercadante atuava na linha de frente na batalha da comunicação, numa postura que ajudou o PT a conquistar o apoio de amplos setores da classe média.
Confiram o artigo abaixo, de Mercadante, denunciando o escândalo que permeou todo o processo de sucateamento dos bancos públicos nacionais, e a sua posterior privatização, eivada de irregularidades.
Nem MP nem Justiça nunca pegaram ninguém de peso.
Quer dizer, a justiça pegou sim.
Sergio Moro, juiz do caso Banestado, condenou Alberto Youssef.
Mas logo em seguida o soltou, concedendo-lhe o benefício da delação premiada.
Youssef dedurou bagrinhos, protegeu os tubarões e foi solto.
O juiz Moro não insistiu muito.
O Ministério Público esqueceu a investigação em alguma gaveta…
A mídia, como sempre faz quando escândalos envolvem seus aliados tucanos, abafou.
Estimulado pela indiferença da mídia, do MP e do Judiciário, Youssef voltou a roubar.
Até que foi novamente pego, pela Polícia Federal.
Youssef, assustado com a segunda prisão, explicou que as propinas do Banestado eram usadas para abastecer campanhas demotucanas no Paraná.
A mídia tratou, naturalmente, de enterrar o caso. O juiz Sergio Moro também não pareceu impressionado.
Onde já se viu dedurar tucano?
Então Sergio Moro lhe concedeu novamente – seria a segunda ou terceira vez? – o benefício da delação premiada…
Aí Youssef, que não é bobo, e com auxílio de seu advogado, um tucano de quatro costados que ocupou, anos a fio, uma sinecura numa estatal paranaense, entendeu o jogo.
O negócio é botar a culpa no PT.  Não precisa nem apresentar provas.
Aí sim, a mídia entrou de sola, trazendo o MP a reboque.
Voltemos, porém, ao Mercadante de outrora.
Houve um tempo em que o PT tinha dentes. E mordia.
Não deixaria a mídia fazer um jogo de cartas marcadas tão óbvio.
*
ALOIZIO MERCADANTE, EM FEV/2000, NA FOLHA
O Banespa é um banco estratégico pela capilaridade de sua implantação, em especial em São Paulo, com mais de 500 agências e 750 postos de atendimento, um patrimônio superior a R$ 25 bilhões e um lucro líquido de R$ 1,1 bilhão em 1999.
Com 90 anos de idade, o Banespa sobreviveu à crise de 1929, ao colapso da economia cafeeira, à Revolução de 1932, às duas grandes guerras, à ditadura militar e foi decisivo na alavancagem da economia paulista ao longo de todo o século. Quase não aguentou os governos Quércia e Fleury e agora é ameaçado pela passividade de Covas e pelo desmonte nacional promovido por FHC.
Recorde-se que a crise dos bancos estatais não decorre apenas de desmandos administrativos e muita corrupção, mas do desequilíbrio econômico promovido pela política econômica irresponsável adotada ao longo das últimas duas décadas.
Sua origem vem da crise da dívida externa e das finanças públicas dos anos 80, que foi seguida por um processo de desorganização, fragilização e desnacionalização da economia brasileira, intensificado a partir do governo FHC.
No setor financeiro os números são eloquentes. Por meio de autorizações do presidente da República, que violaram abertamente o art. 52 das Disposições Transitórias da Constituição, a participação dos bancos com controle estrangeiro no total de ativos do setor passou de pouco mais de 7% em 1993 para 22% em 1998, enquanto a participação dos bancos públicos caiu de 44% para 28%. E, em 1999, dos 25 maiores bancos, 11 já estavam sob controle externo.
A promulgação de um decreto presidencial em dezembro passado permitindo ao capital estrangeiro participar com até 100% na privatização do Banespa é a continuidade dessa política, ditada pelo FMI, de que “o governo exercerá com determinação” sua política de redução do papel dos bancos públicos na economia.
À margem de visões partidárias, existem razões técnicas de peso contra a desnacionalização do sistema financeiro.
A primeira é a perda de capacidade do país para gerir o processo de financiamento interno da economia “pari passu” ao aumento do peso de agentes financeiros guiados por critérios exógenos, tanto maior quanto menores a gravitação internacional das decisões do Banco Central e a eficácia dos meios de fiscalização financeira e controle dos fluxos de capital.
A segunda é a ampliação dos mecanismos de internacionalização da instabilidade externa, seja do sistema financeiro global, seja de mercados financeiros específicos, bem como, em contrapartida, o padrão de resposta dos agentes financeiros externos diante de situações de crise interna.
A terceira é a maior competitividade dos bancos estrangeiros, em razão de seu acesso a recursos externos e a taxas de captação inferiores, que fortalece a tendência à concentração e desnacionalização crescentes do sistema financeiro nacional.
Agregue-se que os bancos estrangeiros têm restrições de suas matrizes para utilizar recursos próprios em operações com títulos públicos, especialmente aqueles com prazos mais longos, em razão do “risco Brasil”.
Finalmente, a afirmação de que a presença de bancos estrangeiros aumenta a concorrência e contribui à redução da taxa de juros não resiste aos fatos. Do mesmo modo, o eventual aumento do preço da venda que resultaria da participação estrangeira nos leilões é um argumento importante, mas não determinante, pois o ágio sobre o preço mínimo é uma antecipação da receita fiscal e será dedutível do Imposto de Renda futuro.
Apesar de toda a campanha oficial e não por acaso, a opinião pública, segundo pesquisa recente do Datafolha, manifestou-se contrária à privatização (48%) e à desnacionalização (71%) do Banespa. Mesmo assim, o presidente, “determinado”, manteve sua posição.
Diante desse quadro, os deputados José Dirceu e Ricardo Berzoini, do PT, apresentaram um projeto de decreto legislativo para sustar decreto presidencial de dezembro, por falta de base constitucional.
O deputado Gerson Peres (PPB) e outros, com o apoio de 325 deputados, apresentaram uma emenda constitucional que traz para a competência exclusiva do Congresso Nacional a autorização da entrada de capital estrangeiro no sistema financeiro. É a aliança possível entre os que querem um banco público com os que recusam sua desnacionalização.
A proposta do PT é transformar o Banespa em um banco público. Banco público com novos mecanismos de controle de fiscalização e nova composição acionária entre funcionários que já detêm, por meio da Cabesp, 15,6% das ações ordinárias e mais 3,9% pelo Banesprev e que conjuntamente com os acionistas minoritários, prefeituras e pequenos produtores rurais e urbanos deveriam ter prioridade no lote de 16% das ordinárias que criminosamente lhes está sendo oferecido com um preço três vezes superior ao de mercado e sem financiamento.
O capital privado participaria conjuntamente com o governo do novo tripé de acionistas. Banco público para manter o crédito social, como a atual participação de 50% no crédito agrícola da região, e continuar fomentando o desenvolvimento econômico.
É muito difícil saber qual o limite aceitável de desnacionalização, mas não há nenhum país importante da economia internacional que não possua um vigoroso núcleo de bancos nacionais. Alguns dos que passaram por uma reestrutura bancária profunda, como a Espanha, não deixaram os estrangeiros entrar.
Se o Banespa for desnacionalizado, o controle estrangeiro sobre o segmento privado do setor financeiro ultrapassará os 50%. A reconstrução do um sistema eficaz de financiamento do desenvolvimento reivindica o Banespa como banco público. Sua privatização é um grave equívoco. Sua eventual desnacionalização é muito mais grave e um novo passo na marcha da insensatez.
Aloizio Mercadante Oliva, economista e professor universitário licenciado da PUC e Unicamp, foi candidato a vice-presidente da República com Lula em 1994, é deputado federal e líder do PT na Câmara dos Deputados.
http://tijolaco.com.br/blog/?p=24930
Comments | Links para esta postagem | edit post